Entre em contato conosco (47) 3452-0346 contato@206.189.192.213
A difusão da comunidade Cristã.

A difusão da comunidade Cristã.

Olá irmão e irmã em Cristo Jesus. Neste mês, queremos continuar nosso caminho histórico das primeiras comunidades cristãs. Vamos lá então? Anteriormente vimos a vivencia da comunidade cristã e agora vemos sua difusão, que no século II o anuncio Evangélico alcançou todos os povos. Espanha, Egito, Líbia, etc. Desde cedo o Evangelho se expandiu sobre a terra. Iniciado na Judéia, na diáspora (dispersão dos judeo-cristãos) a missão cristã teve como publico alvo a humanidade inteira. As comunidades compunham-se de cristãos de todas as camadas da população. Não foi um movimento de revolução social, isto já desde o tempo da pregação de Cristo (o jovem rico Mc 10, 17-22, o centurião, o fariseu, a viúva, etc). A comunidade sempre teve este anuncio a todos os povos. Porém ao confrontar a pregação cristã com o helenismo se faz necessário uma “inculturação” ou uma adaptação de linguagem para um melhor entendimento. Pois a base do cristianismo era a “soteriologia” do Antigo Testamento toda baseada no judaísmo, ou seja o Cristo pregado era aquele que veio cumprir as promessas do Antigo Testamento. Mas agora diante de uma cultura que não conhecia esta base se faz necessário outro caminho “inculturando-se” com a metafísica grega e as interpretações ontológicas. Isto tudo apressar do protesto da parte de alguns cristãos da Igreja primitiva que não aceitavam esta inculturação. “O que tem Atenas a ver com Jerusalém e a Academia com a Igreja (Tertuliano). Com esta pregação evangélica surgem dentro do império romano e fora muitas comunidades cristãs que desempenharam extraordinária importância na difusão e alicerce da fé. Destacam-se a comunidade de Antioquia, Roma e mais tarde de Alexandria no Egito que contribuíram na formação cristã dando estabilidade de conjunto na Igreja.   Deus lhes abençoe.

Pedro Salvador

Consagrado Com. Nova Jerusalém